29 de mai de 2010


Exu
“A Esfera”

O MENSAGEIRO CÓSMICO - CONHECEDOR DE TODAS AS LÍNGUAS


É a divina imagem contemporânea, atuante e necessário na intimidade das práticas religiosas afro-brasileiras. Exu é o princípio dinâmico que possibilita a existência e responsável pelo destino de cada um. Ele é sem dúvida, o mais humano dos Orixás Africanos, muitas vezes mal interpretado e um símbolo desfavorável, muito confundido com o Diabo católico, trazendo para ele o estigma do mal.
Exu é o regulador do Cosmos, o deus da ordem, o mensageiro das divindades só para fins úteis. Possui um temperamento brincalhão e polêmico. Exu é lançado como síntese de um pensamento social, voltado aos sentimentos mais humanos, a própria energia vital, é constatado em qualquer ato de cerimônia. O AXÉ dos Orixás, só aciona seus mecanismos através da ação de Exu. Tem forte ligação com o fogo, não é dele a responsabilidade de decidir o que é  certo ou  errado; apenas realiza a tarefa para qual foi invocado. Teria o mesmo papel que o Deus Mercúrio da mitologia romana, o mensageiro dos Deuses. É o senhor dos caminhos, o compadre, o amigo e o trabalhador mágico com a velocidade de vento e sagacidade de fera. Exu é aquele que gera o ciclo patronal dos Orixás, estará acionando o próprio fundamento de tudo o que se possa entender de sagrado. Concluindo, sem Exu nada seriamos, ele deve sempre ser reverenciado primeiro, antes de qualquer outro Orixá, pois tem todo o conhecimento sobre a humanidade e o poder de falar todas as línguas.
O MITO - " A DISCÓRDIA"
Dois amigos lavradores trabalhavam numa plantação, quando Exu, usando um boné vermelho de um lado e branco do outro, passava por eles, cumprimentando-os sorrindo, e seguindo o seu caminho. Passados alguns segundos um dos lavradores comentou sobre o boné vermelho de Exu. O outro, não concordando com a cor, retrucou alterando a voz, alegando que o boné era branco, desencadeando assim a discórdia entre ambos, levando-os a brigar corpo a corpo até à morte.

TRIDENTE
A consciência fundamental do sagrado, está nas práticas religiosas dos terreiros, em boa parte dedicado ao Exu ou conjunto de Exus, atuantes na subjetividade de cada templo. Nas casas de culto ou centros de Umbanda, são necessários os trabalhos dos verdadeiros guardiões da espiritualidade ( os chamados Exus de Lei ) auxiliadores da Luz, mas também confundidos com entidades zombeteiras, que em sua maioria são comuns em médiuns com pouco esclarecimento e movidos pelo ego. Muitas vezes equivocados na forma de trabalhar com esses seres magníficos, que estão prontos para a limpeza e evolução do planeta. Todos nós possuímos essa energia vital, ou como queiram, os nossos próprios Exus, e temos que aprender  a respeitar e comandar esta força oculta dentro de nós. Seus lugares de domínio seriam as encruzilhadas das matas,  nas estradas e nas ruas. 

Seu dia da semana: segunda-feira
Suas cores são: vermelho ( ativo ) e preto ( absorção de conhecimento )
Seu elemento: o fogo
Instrumento: tridente
Saudação:  "Laroiê" ( Salve Exu )

LOCAL DE DOMÍNIO A ENCRUZILHADA


 OS ESPECIALISTAS DA NOITE



Relacionei alguns servidores da Luz, onde cada um deles estão ligados à um Orixá com os seus nomes de guerra.
Sr. Marabô - ligação com Xangô Caô e Iemanja
Sr. Calunga - ligação com Oxum
Sr. Mangueira - ligação com Ogum Naruê
Sr. Caveira - ligação com Omulu
Sr. Tiriri  - ligação com Xangô

OS GUARDIÕES
SR. MORCEGO - LIGAÇÃO COM ODÉ
SR. TRANCA RUAS - LIGAÇÃO COM OGUM
SR. VELUDO - LIGAÇÃO COM OXÓSSI E OXUM
SR. VENTANIA - LIGAÇÃO COM XANGÔ AGODÔ E IANSÃ
SR. SETE ENCRUZILHADAS - LIGAÇÃO COM OXALÁ
"Exu é Mogiba", que significa: "aqueles que estão nas encruzas" (pois todas as madrugadas os Exus  se reúnem nos cruzamentos para receberem informações sobre o que deverão fazer com seus filhos, no que se refere ao caminho de vida); Sua saudação Laroiê tem um significado que quer dizer:  Exu não carrega o fardo de ninguém, ou seja, cada um deve carregar sozinho seu próprio fardo, a menos que esteja disposto a pagar o preço que Exu considera justo por seu auxílio. Por ser jovial, vaidoso e astuto, ele gosta de se pentear com um topete alto, pois é aonde ele esconde sua lâmina afiada. Isso significa que, sem o preço certo e o pagamento, Exu não servirá a ninguém, ou se o fizer, sua lâmina danificará a razão do empenho.

ELEGUÁ
Elegua ou Exu Bará regente do jogo de búzios. Seu nome significa “O caminho do andado”. Usa um bastão com a forma de um pênis, que representa potência e energia pura.

AS VARIAÇÕES MAIS CONHECIDAS DE EXU:

Exú Elegbára = senhor do poder
Exú Yangi = pedra vermelha de laterita, primeira plataforma existente – água + terra
Exú Àgbá = pai-ancestral (representação coletiva de todos os exus individuais)
Exú Obá = rei-de-todos
Exú Alakétu = título dado a exu pelos ketu da Bahia - rei do povo Ketu
Exú Elebo = senhor-das-oferendas
Exú Ojìse-ebo = encarregado e transportador de oferendas
Exú Elérú = senhor do erú (carrego)
Exú Olòbe = proprietário e senhor da faca
Exú Enú-gbárijo = explicita dor de mensagens
Exú Bara = o rei do corpo (obá + ara) (princípio de vida individual)
Exú Odara = aquele que guia (mostra o caminho, vai na frente)


“Laroiê Exu”

Um comentário:

ESPERO QUE TENHA GOSTADO DAS INFORMAÇÕES DO BLOG, ENTÃO DEIXE O SEU COMENTÁRIO E MUITO AXÉ.